Sem categoria

Família Lacerda é destaque no mercado do café especial

Publicado: segunda, 23 de dezembro de 2019 14:45Escrito por sicoobCategoria: Sem categoriaVisualizações: 259

Aos pés do pico da Bandeira, um dos pontos mais altos do país, o ecoturismo, que atrai mais de 50 mil turistas ao Parque Nacional do Caparaó anualmente, tem dividido espaço com as milhares de pessoas que visitam a região atraídas pelos premiados cafés especiais. O clima fresco, as águas límpidas que irrigam as lavouras, a altitude, a coleta seletiva dos melhores grãos e o trabalho familiar, transformaram a região em um complexo de produção dos melhores cafés do Brasil.

A família Lacerda, proprietária do Sitio Forquilha do Rio, situado no distrito de Pedra Menina (Dores do Rio Preto-ES), atua no cultivo de café há gerações e despertou para a produção de café especial há cerca de 10 anos. O patriarca, Sr. Onofre Lacerda e seus oito filhos, já conquistaram mais de 40 prêmios em concursos regionais, estaduais e nacionais, colocando a região do Caparaó em destaque no mercado do café.

No ano de 2010, participando pela primeira vez de um concurso de qualidade, na cidade de Muriaé, eles enviaram 3 amostras e foram premiados em todas. Em 2016 e 2018, Afonso Donizete de Lacerda, filho do Sr. Onofre, alcançou a primeira colocação no Coffee of the Year, concurso que elege os melhores cafés do Brasil, realizado na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte. Recentemente, no 16º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, realizado pela Emater, ficou em terceiro lugar na categoria café natural. No mesmo concurso, sua esposa, Altilinia Evaristo Lacerda, conquistou a segunda colocação, na modalidade cereja descascada.

De acordo com Afonso, a família atua na produção das duas modalidades, café natural e cereja descascada, visando atender de maneira mais ampla, o mercado consumidor “O café natural é mais encorpado e frutado, secado na forma como vem da lavoura, com casca. Já a modalidade cereja descascada, é mais suave e ácida, despolpado antes de secar”, ele explica.

“O diferencial do nosso café está no esforço de toda a família, que se dedica desde a plantação a torrefação, passando pela colheita dos grãos maduros a secagem, que é feita em terreiro suspenso”, afirma Afonso. A família é uma das pioneiras na região na produção do café especial, foi incentivada na ocasião, pela Emater e encontrou no Sicoob Credisudeste, um grande parceiro ao longo dos anos “Só temos que agradecer aos que nos apoiaram nessa empreitada, por sermos pioneiros, acabamos incentivando outros produtores na região”, completa o cafeicultor.

Além da lavoura, Afonso e sua família realizaram um grande sonho, a abertura de uma cafeteria em Pedra Menina, a “Cafeteria Onofre”, que recebe turistas de todas as partes do Brasil e outros países, a fim de experimentarem o que a região tem de melhor, como paisagem, clima, pães, bolos, biscoitos caseiros e claro, aquele café especial “O mais interessante é que, com tantos produtores se destacando nos concursos de qualidade, a nível regional e nacional, toda região é beneficiada. Os turistas, compradores, exportadores, apreciadores, estão interessados no café do Caparaó”, conclui.

O ano de 2019, trouxe ainda mais surpresas para a família Lacerda, pois Altilinia, além da posição alcançada no 16º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, recebeu o título de Mulher Destaque em Sustentabilidade “Foi uma emoção muito grande representar tantas mulheres, esposas, que trabalham duro no período de pós-colheita e encaram todos desafios ao lado das famílias”, ela conta emocionada, para concluir “Minha mensagem para as outras mulheres, que estão na lavoura, é para perseverarem, que a recompensa vem”.

A nova geração já está engajada no modo de produção do café especial, Augusto Evaristo Lacerda, 12 anos, filho de Afonso e Altilinia, possui a própria lavoura e pretende perpetuar o sucesso dos pais, tios e avós “Quero manter o nome da família nos concursos e produzir um café cada vez melhor”.

Associada ao Sicoob Credisudeste é ganhadora de sorteio no valor de R$ 10.000,00

Publicado: sexta, 20 de dezembro de 2019 10:41Escrito por sicoobCategoria: Sem categoriaVisualizações: 447

A associada do Sicoob Credisudeste, da agencia de Espera Feliz, Elaine Cristina Venâncio, foi tomada por uma grande emoção ao ser surpreendida pela noticia de que havia sido uma das contempladas com um voucher no valor de R$ 10.000,00, oferecido pelo Sicoob Seguradora na campanha Outubro Rosa “Eu fiquei muito feliz, esse prêmio veio na hora certa”, explica. A campanha, que teve como objetivo disseminar o propósito de proteção, incentivando a venda dos seguros de Vida Individual e Vida Mulher, sorteou 10 vouchers de viagens no valor de R$ 10.000,00 e 2 vouchers no valor de R$ 25.000,00, entre os associados que adquiriram um dos dois produtos durante o mês de outubro.

O Outubro Rosa é tradicionalmente conhecido por ações que tem por objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância de prevenção e diagnóstico do câncer de mama e câncer de colo do útero. O Sicoob não poderia deixar de dar a sua contribuição nesse sentido e reforçou, ao logo do mês, a venda do Seguro Vida Mulher, um produto desenvolvido para atender o público feminino de forma exclusiva e personalizada, pois além da cobertura por morte natural ou acidental, inclui cobertura para doenças graves oferecendo segurança financeira, em especial, no caso de diagnóstico de câncer de mama, útero ou ovário. Sobre o seguro Vida Mulher, Elaine afirma “É muito importante fazer o seguro, estar protegida e sentir tranquilidade”.

Elaine, que é cabeleireira há doze anos e faz uso da conta empresarial no Sicoob, conta que iniciou relacionamento junto a instituição após uma visita dos gerentes Reuber e Sandra “Eles me falaram dos diferenciais, taxas e atendimento, logo eu percebi que era um relacionamento totalmente diferente do que estava acostumada.” Ela afirma ainda, que indica o Sicoob Credisudeste para todos os amigos e clientes do seu salão de beleza.

Família Protásio e o sucesso da agricultura familiar

Publicado: sexta, 20 de dezembro de 2019 09:31Escrito por sicoobCategoria: Sem categoriaVisualizações: 275

Realização: essa palavra traduz o ano de 2019 para o produtor rural Flavio Jose Protásio de Abreu, o Cacá, como é conhecido, no município de Dores do Rio Preto – ES. Ele, que atua juntamente com a sua família no cultivo de café especial há cerca de 13 anos, alcançou a primeira colocação em dois concursos de qualidade de café de importância no cenário estadual, o Conexão Caparaó, realizado no mês de novembro, na região do Caparaó e o 16º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, realizado pela Emater, em Belo Horizonte, no início do mês de dezembro, na categoria cereja descascada “Este foi um ano de bênçãos, estou completamente realizado”, afirma o cafeicultor.

A família Protásio que cultiva o seu café na comunidade denominada Forquilha do Rio, divisa entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, vem se destacando em concursos de qualidade há alguns anos. O patriarca da familia, Sr. Manoel Protásio, criou os quatro filhos, unidos e com muito amor.  Cacá e seu irmão mais velho Fábio, estão na lavoura desde crianças e compartilham, desde então, muitas histórias e sonhos. O irmão mais novo, Gabriel, está chegando agora no negócio e já contribui com sua visão inovadora “Aqui todos trabalham, os homens na colheita e as mulheres na secagem”, afirma Cacá. Ele tem um casal de filhos e conta ainda, com muito orgulho, que o filho mais novo, Murilo, já segue o seu exemplo, desde cedo está atento a colheita e faz bons negócios a partir da colheita de grãos desperdiçados.

Apesar do cultivo do café ser um negócio que está na família há gerações, somente em meados de 2006, após uma visita do técnico da Emater que atuava na região na ocasião, Julio de Paula Barros, eles despertaram para o cultivo do café especial “Agradeço em especial ao Sr. Julio, a Emater e a Incaper, que nos apresentaram ao café especial e acreditaram no potencial da região em produzir um café de qualidade, e ao Sicoob Credisudeste que sempre nos apoia e está presente em todos os eventos”, afirma Cacá.

O café especial se difere do tradicional por diversos aspectos, desde a colheita, até a fase de torrefação. O café especial é composto por grãos cuidadosamente selecionados e sem defeitos, apresentam um sabor e aroma distintos, não precisam ser adoçados, são torrados mediante aplicação de técnicas específicas e moídos de acordo com padrões preestabelecidos. O resultado, é um café de altíssima qualidade e atributos sensoriais diferenciados.

No caso da família Protásio, a agricultura familiar, livre de agrotóxicos, a lavoura cultivada a altitude de 1.150m e a colheita manual, garantem ao café um sabor extremamente prazeroso. Cacá associa o sucesso do café ao cuidado, principalmente na ocasião da colheita, e ao trabalho familiar desenvolvido no terreiro para secagem “As amostras foram colhidas em um dia especial, os grãos estavam bem maduros. Além disso, quando ele já estava no terreiro, toda a família ajudou.”

Com tanto trabalho e dedicação ao longo do ano, sobra pouco tempo para o descanso, mas o flamenguista garante que consegue aproveitar cada momento ao lado de sua família “Gostamos de ir à praia, visitar a basílica de Nossa Senhora Aparecida e assar uma carne, sempre todos reunidos”. Para o próximo ano, utilizando o valor obtido através da venda das sacas, ele pretende investir em infraestrutura e equipamentos “Em 2020 pretendemos ampliar as instalações, fazer um novo terreiro, estufa, buscando sempre a excelência na qualidade do café”, conclui.

Associado ao Sicoob Credisudeste é pioneiro na agricultura sintrópica no Caparaó

Publicado: quinta, 19 de dezembro de 2019 11:02Escrito por sicoobCategoria: Sem categoriaVisualizações: 683

O sonho de praticar a cafeicultura, de maneira a preservar os recursos naturais, atuando em comunhão e sintonia com a natureza, é experimentado diariamente pelo produtor, associado ao Sicoob Credisudeste, Wilians Valério Junior, do Sitio Recanto dos Tucanos, Alto Caparaó-MG, ganhador do Coffee of The Year 2019, concurso que elege os melhores cafés do Brasil. Nascido no Rio de Janeiro, mas com raízes na região do Caparaó, Wilians representa uma nova geração de cafeicultores, que busca capacitação, especialização e se preocupa de forma genuína com a preservação da natureza. “Meu pai começou a cultivar café na região, sem muito sucesso, devido a falta de conhecimento. Terreno muito alto e frio, o café não desenvolvia de maneira igual e a prática como commodity não trazia retorno”, ele afirma, para concluir “Ele acabou com a lavoura e anos depois, introduziu o cultivo de azeitona, pêssego e pera, na propriedade”.

Wilians, que residiu na cidade de Juiz de Fora, por aproximadamente 10 anos, impressionado pelo destaque que a região do Caparaó vinha alcançando no cenário regional e nacional, com relação ao café especial, decidiu voltar para a propriedade da família, a fim de recuperar a lavoura. Ele ressalta que, após buscar informações e conhecimento, viu que o melhor caminho a seguir, seria associar o cultivo do café ao de outras culturas, no sistema denominado agroflorestal. Este sistema de produção é muito interessante para a agricultura familiar, combinando em uma mesma área o cultivo de espécies diferentes, como arbóreas, frutíferas, madeiráveis. Diversificando os produtos, consequentemente, diversifica as receitas “Com as informações iniciais, vi que era possível aliar a sustentabilidade dos recursos a uma independência da monocultura do café”.

Em 2017, ele participou do primeiro concurso de qualidade, o Coffee of The Year, na Semana Internacional do Café e alcançou a 12ª posição “Foi uma grande surpresa”, conta emocionado. A partir desse episódio, Wilians percebeu que era necessário o investimento em capacitação e mergulhou no universo da agricultura sintrópica, buscando a organização do sistema, integração do cultivo das espécies com o meio ambiente, equilíbrio e sustentabilidade “Meu primeiro curso foi em Casimiro de Abreu e significou um divisor de águas na minha vida. É possível manter um ecossistema harmônico, com diversas espécies coexistindo e ainda preservar a saúde do solo”. No ano de 2018, ele enviou duas amostras ao Coffee of The Year e obteve êxito nas duas, alcançando o 6º e 15º lugar. E em 2019, levou o prêmio de melhor café do Brasil, no mesmo concurso “Foi um ano de muito trabalho, muito esforço, aprendizado continuo e o mais importante, a certeza de que o sistema funciona.”

Wilians e sua família recebem visitantes de diversas localidades, a fim de compartilhar todo o conhecimento adquirido pela prática da agricultura sintrópica e o projeto para o futuro, é investir na aplicação de cursos, trazendo mais especialistas do ramo, a fim de difundir esse modo de produção ainda pouco conhecido e tão benéfico para o meio ambiente “Nós trazemos um professor de Brasília, para dar cursos na nossa propriedade e outros produtores da região já estão despertando para este tipo de agricultura”, ele completa “Para 2020 vamos buscar ainda mais conhecimento, aperfeiçoar nosso trabalho e compartilhar o que pudermos, com outros produtores.” O Sicoob Credisudeste é mencionado, como um grande parceiro “Este ano utilizamos um recurso para melhorar as instalações da propriedade, a fim de receber os turistas que procuram informações sobre a sintropia”.

O Sicoob Credisudeste, busca crescer junto com seus cooperados e encontra em cada história, uma oportunidade de multiplicar o conceito de cooperativismo, investindo no desenvolvimento econômico e social da região.

Sicoob Credisudeste inaugura agência com novo conceito em Juiz de Fora

Publicado: quarta, 18 de dezembro de 2019 15:57Escrito por sicoobCategoria: Sem categoriaVisualizações: 867

Um agencia ampla, moderna, inovadora, com profissionais altamente treinados a fim de apresentar soluções financeiras justas e desburocratizadas, com espaço para coworking, sala de reuniões, internet Wi-Fi disponível para os usuários e espaço para café, este é o perfil da nova unidade do Sicoob Credisudeste, inaugurada na manhã de 17 de dezembro, no bairro São Mateus, na cidade de Juiz de Fora-MG. 

A agencia surpreende na estrutura arrojada, conta com o suporte de cinco terminais de autoatendimento, dois pavimentos para atendimento ao público, decoração aconchegante e baseada no novo guia de ambientação, apresentado pelo Sicoob.

A cerimônia de inauguração foi marcada pela apresentação do vídeo institucional do Sicoob Credisudeste, que emocionou a todos ao lembrar as origens da cooperativa. Além disso, contou com a presença de autoridades, como Joao Batista Bartoli de Noronha, Vice-Presidente do Conselho de Administração do Sicoob Central Crediminas, Elcio de Souza Rabelo Junior, Agente de Apoio a Negócios da Unidade Administrativa Regional 2 e outras do Sistema Crediminas.

Paulo Alexandre Oliveira Carvalho, Presidente do Conselho de Administração do Sicoob Credisudeste,  comentou a respeito da diferença entre cooperativas e bancos tradicionais e ainda ressaltou “É importante avançar para o futuro, sem, no entanto, perder de vista às origens”, ele completou a respeito da estrutura da nova agência “A unidade de Juiz de Fora, reflete a estrutura do Sicoob Credisudeste, forte e consolidado, com números expressivos.”

A gerente da agência, Soraya, reafirmou o compromisso do Sicoob na comunidade “Nós acreditamos que o sistema cooperativista tem muito a oferecer, com melhores produtos, custos menores, e principalmente, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social da nossa região.”

O encerramento do evento contou com a benção nas novas instalações, realizada pelo Padre Everaldo, da arquidiocese de Juiz de Fora e por um coquetel.